SBDV

Sociedade Brasileira de Dermatologia Veterinária

Primeira sociedade latinoamericana de dermatologia veterinária*


Fundação 16 de março de 2000

Seja bem-vindo

A Sociedade Brasileira de Dermatologia veterinária, fundada em 16 de março de 2000, foi a primeira entidade constituída na América Latina voltada para a especialidade. Representando legalmente a especialidade e seus associados, em pais de dimensões continentais, a SBDV tem sete objetivos básicos, enfeixados em desiderato único qual seja o de promover a disseminação do saber dermatológico aos afetos a especialidade e garantir atendimento ético e competente, aos pacientes dermatopatas.
Afora implantado periodicamente eventos nacionais e internacionais, muitos comtemplando de forma graciosa seus afiliados grantindo assim a obtenção e perpetuação do título de especialista, é a única entidade habilitada a conceder tais títulos segundo a legislação, em todo território nacional.
A SBDV convida a todos os apaixonados pela dermatologia veterinária a fazer parte de sua história, sempre valorizando a classe e divulgando, nacional e internacionalmente toda a experiência brasileira na "especialidade das especialidades".

Nossos patrocinadores

CEVA - Juntos, além da Saúde Animal Elanco Zoetis

Saiba como se associar à SBDV

Onde estamos

Confira a distribuição geográfica dos nossos associados.

Buscando um dermatólogo

Encontre um dermatólogo perto de você.

Acesso restrito aos sócios

** A value is required.

Próximos Eventos

Programação SBDV 2016

  É necessário estar cadastrado ou acessar a área restrita para inscrever-se nos eventos.

Últimas notícias

04 de Dezembro: Último domingo tegumentar do ano de 2016

Dando sequência ao calendário científico da SBDV para o ano de 2016, convidamos a todos os profissionais médico-veterinários associados a participarem do último evento do corrente ano, ocasião propícia para celebrarmos o ano de grandes realizações da nossa SBDV.
O evento intitulado Alopecia X: do X ao T, contará com a participação de dois convidados de notório saber na área de endocrinologia veterinária.

Clique aqui para maiores informações

 




01 de Dezembro: Último evento da DERJ do ano de 2016

Para fechar o ano de 2016 convidamos a Profa. Dra. Regina Ramadinha para palestrar no estado do Rio de Janeiro.

Clique aqui para maiores informações

 




ALVISSARAS ...!!! HABEMUS SEDES

São Paulo, 27 de Outubro de 2016.
Caros associados,
Hoje, às 11:57 horas, decorridos dezesseis anos e sete meses da fundação da SBDV, em 16 de março de 2000, adquiriu-se a sede própria da nossa entidade.
Com recursos próprios, comprou-se um conjunto comercial, no Bairro da Saúde, a poucos metros da Estação homônima do Metrô paulista (Linha 1 – Azul). Trata-se de conjunto situado no 14º andar, face nordeste, com área total de 101,9m² (área comum e privativa de, respectivamente, 62,8 m² e 39,0 m²), com duas vagas de garagem e dois WC. Somos os primeiros a ocupar o conjunto, já dotado de piso, luminárias e WC equipados. O condomínio, Station Offices Saúde, está situado à Rua Pereira Stefano, nº 114. Toda a negociação foi acompanhada pari passu com escritório de advocacia por nos contratado.
Por meses buscou-se local adequado, livre e desembaraçado de ônus, com dimensões condizentes, em local seguro e de fácil acesso, aos associados e ao corpo diretivo, preferencialmente nas zonas sul e oeste da capital.
Esta alvissareira aquisição concretiza um sonho e esforços das cinco gestões anteriores, presididas por Carlos E. Larsson e Ronaldo Lucas e compostas por dezenas de membros das Diretorias Executiva e Conselhos Consultivo, que honorariamente e, por óbvio, graciosamente conduziram os destinos da SBDV, hoje com mais de 500 associados distribuídos por seis países.
O montante acumulado, nesses dezesseis anos, proveniente de anuidades de associados, patrocínios das melhores empresas brasileiras, saldo remanescente do exitoso Congresso Brasileiro de Dermatologia Veterinária (Outubro de 2015) permitiu a concretização do “sonho sonhado”.
Nos pretéritos cinco lustros de existência, a SBDV teve como sede física e legal, a residência da Av. Ceci 543, da família Larsson, disponibilizada sem acarretar qualquer ônus aos cofres da SBDV.
Merece ressaltar que são muito poucas as associações, colégios e sociedades brasileiras e latinas de especialistas que, hoje, dispõem de sede própria.
A aquisição realizada compôs um dos itens de nossa plataforma de metas, quando nos propusemos a conduzir os destinos da SBDV da Gestão 2015-2018, fato que consumamos, tal como o fizemos implantando também o CBDV, preparado cuidadosamente, desde a Gestão 2012-2015, então conduzido pelo atual Vice Presidente .
Sacramentada a compra, com a posse assegurada pela lavratura da escritura, gradativamente a mobiliaremos, passando a arcar mensalmente com despesas condominiais, IPTU, luz etc e que não tínhamos até hoje.
Seguimos com nossos desideratos, esperando que continuem conosco, mantendo-se adimplentes e parceiros, para mantermos a chama viva de uma dermatologia veterinária brasileira pujante e monolítica.
Agradeço a confiança de todos em nome dos demais membros da atual Gestão.

Saudações tegumentares!
M.V. Luiz Eduardo Bagini Lucartz
CRMV-SP 13 416
Presidente da SBDV

Membros da Gestão 2015-2018
*Vice Presidente e Presidente do Conselho Consultivo – Carlos Eduardo Larsson
*Secretária Geral – Cristina Sartorato de Lima
*1º Secretário – Leandro Haroutune Hassesian Galati (Aryele Herrera)
*Tesoureiro Geral – Jenny L. Maeda Kawasaki
*1º Tesoureiro – Juliana Odaguiri

*Diretor Científico – Rita de Cassia Carmona Castro
Membros – Carlos E. Larsson Jr, Mary Marcondes, Paulo S. Salzo
*Diretor de Sede – Camila Sao Brenardo Gouveia
Colaborador – Edward L. Hellebrekers
*Conselho Consultivo – Luiz A.Borba, Simony Maruyama
*Coordenador de Delegacias da SBDV– Julia Só Severo
*Coordenador de midia - Aline E. Santana, Cayo Y. Nitta
*Delegacia Estadual (RJ) – Andre S.Cardia, Rita de Cassia S. M. Neves , Flavia C. G Carvalho
*Delegacia Regional do Sul – Gisalda Bortoloto, Juliana Werner, Patricia Bertinati


 




Novidades na Diretoria da SBDV

Em Reunião de Diretoria, recentemente havida, em face às disposições estatutárias, houve a indicação de um novo 1º Secretário, em substituição a médica veterinária Aryele Herrera, eleita em março de 2015, que teve um excelente desempenho, secretariando a Comissão Científica e participando ativamente na “construção” e implantação do Congresso Brasileiro de Dermatologia Veterinária, em outubro de 2015. A colega Aryele migrou para o Canadá, com toda a família, deixando uma excelente impressão pelo denodo com o qual se houve nos meses de profícua atividade até seu afastamento, a pedido, de moto próprio.
A Diretoria Executiva, em substituição, submeteu ao Conselho Consultivo, o nome do colega Leandro Haroutune Hassesian Galati, graduado pela FMVZ/USP na 75ª turma, em 2013, aliás, a mesma de nosso dedicado Cayo Y. Nitta, que presta excelente trabalho de apoio na manutenção do site, contato com associados etc.
O novo 1º Secretário está vinculado ao HOVET/USP, em seu terceiro anuênio, após concluir dois anos de Residência Médico-Veterinária. Participa hoje do Anuênio Complementar de Lapidação e Treinamento de Egressos do Programa de Residência Médico-Veterinária junto ao Departamento de Clínica Médica, lotado no Serviço de Dermatologia. Por óbvio, é sócio adimplente da SBDV.

A Diretoria Executiva saúda o novo Diretor que encetará suas atividades junto à nossa imprescindível e incansável Secretária Geral, a médica veterinária Cristina Sartorato de Lima.

A seguir estampamos as fotos dos colaboradores Leandro Haroutune Hassesian Galati e Cayo Yuji Nitta desejando muito ânimo para colaborar, graciosamente, como todos os Diretores, para o engrandecimento da SBDV e seus mais de 500 sócios, de seis países.


 


M.V. MSc. Luiz E. B. Lucarts

 




Próximo evento da Delegacia estadual do Rio de Janeiro:

A Delegacia estadual do Rio de Janeiro (DERJ-SBDV) irá trazer uma das palestras de grande sucesso do CBDV. No dia primeiro de Outubro, o professor e pesquisador da Universidade Federal de Viçosa, Lissandro Gonçalves Conceição, irá palestrar na capital carioca.

Clique aqui para maiores informações.

 




Eventos de Outubro

 




Homenagem ao vice presidente da SBDV




Em 30 de agosto próximo passado o vice presidente da atual gestão da SBDV, foi homenageado como patrono da sexta edição do Congresso Paulista das Especialidades (CME), promovido pela Sociedade Paulista de Medicina Veterinária.

O Prof. Larsson, aos 36 anos de vida, presidiu a SPMV, na Gestão 1984-1987, levando consigo para composição da Diretoria Executiva, Conselho Consultivo e Comissão Cientifica de sua gestão e de gestões que se sucederam nomes de hoje associativistas de escol.

Segundo ele a SPMV permitiu que com a experiência acumulada, 26 anos após, juntamente com o Prof. Cid Figueiredo e outros se implantasse a SBDV.

A seguir, para que os mais novos se inteirem das primícias da SBDV, dispõe-se o discurso por ele preferido na cerimônia de abertura do CME da SPMV.



São Paulo, 30 de agosto de 2016

Carissimos...

há alguns meses soube, através do meu amigo Ricardo, contemporâneo da vetusta FMVZ, colega de Departamento, companheiro de associativismo, tanto na SPMV como na ANCLIVEPA_SP, amigo de decênios, que eu havia sido indicado como patrono do Congresso Paulista das Especialidades, ora na sua sexta edição.

O comunicado propiciou-me, afora a surpresa e a alegria de ser lembrado, ainda em vida pelos meus pares de associativismo, momentos de recordação e, principalmente, grande reflexão sobre o porquê desta homenagem que calou tão fundo no seio da família Larsson.

Seria eu merecedor desta honra, tendo ao derredor tantos vultos ilustres da medicina veterinária paulista e porque não brasileira. Será, que realmente contribuí de alguma maneira com a comunidade, com o segmento da clínica veterinária, com o associativismo de “per se”?

Tenha apenas plena certeza que esta trajetória profissional, de 44 anos, sempre no ensino universitário, lecionando e orientando desde a primeira turma de graduandos da co-irmã FCAV da UNESP e da 37ª turma da FMVZ/USP, foi palmilhada, “pari passu”, com entusiasmo, com profunda dedicação às especialidades, de início pela patologia e clínica médica e, “a posteriore”, pela dermatologia veterinária.

Estou seguro, também, de não ter buscado honrarias, postos de comando ou gestão. Sem cabotinismo, não vivi para fazer história e se um pouco de história foi construida esta decorreu de ter vivido, conduzido que fui pelo exemplo de meus avós imigrantes, pais e sogros, de minha companheira de 51 anos de convívio, de meus orientadores E.H.Birgel, Dino B. Pattolli, Carlos Almeida Santa Rosa, Gil Viana Paim, de exemplos de associativistas como Birgel, Soldado, Develey, que foram aqueles, que de início, abriram meus olhos e me ensinaram a retribuir, pelo menos um pouco, pelo muito que esta maravilhosa profissão e a sociedade nos ofereceu e oferece. Ensinaram-me que eu deveria servir a Sociedade e não dela servir me.

A providencia, sempre comigo, abriu portas, ensinou me que agindo de forma ética e correta conseguiria levar me a meus desideratos. De alguma forma, ela, também, permitiu que eu pudesse indicar e conviver com dezenas de líderes classistas, associativistas de escól em tantas diretorias de sociedades e associações, como as SPMV, a SBMV, a ANCLIVEPA e, já há 16 anos, com a SBDV.

Tenho comigo, nestas reflexões, o mistério de como e por que vislumbrei em alguns acadêmicos, em recém graduados, em orientados e mesmo em já erados profissionais aqueles que teriam tendências associativistas, de liderança e de amor a profissão. Temendo em cometer injustiças, em omitir alguns dos muitos, de olvidar-me de nomes daqueles que comigo cerraram fileiras destaco alguns que tão bem militaram, conduziram e conduzem até hoje os destinos das nossas entidades.

Perdoem-me os que não serão citados, mas estes quase 69 anos geraram lapsos de memória, de qualquer sorte permito me citar colegas e amigos como Alberto da Silva Paranhos, Ana Claudia Balda, Fabrizio Carrara, José Daniel Fedulo, Luis Eduardo B. Lucarts, Marco Antonio Gioso, Mario Eduardo Pulga, Márcia Mery Kogika, Mary Marcondes, Mary Otsuka, Rita Carmona Castro, Ronaldo Lucas, Silvio Arruda Vasconcellos, Simoni Maruyama, Soledad Cassia Chiesa, Sonia Gatti, Wilson Roberto Fernandes.

Ainda, refletindo e, principalmente, escarafunchando o passado vieram à minha mente as primícias de tudo, junto a primeira das minhas aventuras venturosas, que ocorreram na Av. da Liberdade 829, na hoje quase nonagenária SPMV.

Na Gestão Develey, notável profissional de então militante em empresas farmacêuticas, hoje confrade da APMV, exatamente há 40 anos, um visionário, membro daquela gestão, decidiu por levar à SPMV, três docentes da FMVZ, Paulo Sérgio de Moraes Barros e dois Carlos Eduardo, o saudoso Reichman e o Larsson. Tentava, Eduardo Harry Birgel, renovar e transfundir sangue novo ao associativismo. Com perspicácia e visão de futuro, assim interpreto eu, Birgel vislumbrou que no meio acadêmico, com contratações que se sucediam, mormente de jovens médicos veterinários, ao longo dos pródigos decênios de 1970 e 1980, o associativismo derivaria a busca de senfreada de posições hierárquicas acadêmicas, quiçá geradoras de “feridas crônicas”, ou seja, a ambição, embora por vezes saudável, transmutar se ia no galgar de postos nas entidades classistas, não sozinhos, mas em saudável conluio com colegas de diretoria, levaria todos a não concorrerem entre si mas sim a bem conduzir os destinos das entidades.

Iniciei como membro de uma comissão assessora da Comissão Cientifica que regulamentou as confêrencias e jornadas, em 1976. Gradativamente, transitei, por quase um quarto de século, pelas Comissões Cientificas das Gestões Birgel e Soldado até que, por indicação, do eponimado “senador da classe”, Oswaldo Domingues Soldado fui eleito, aos 36 anos, como Presidente da SPMV, da gestão 1984-1987.

Sucederam-se minhas participações como vice presidente e presidente do Conselho Consultivo (Gestão D’Angelino), Diretor de Sede e Convênios (Gestão Benesi) e Conselheiro nas Gestões Amaral e Mariana.

Juntamente com outros colegas, da Gestão 1984-1987, fui eleito como vice presidente da SBMV (gestão Noelio Costa).

No decorrer da penúltima Gestão, da qual participei como membro do Conselho Consultivo, fui instado a comandar, como Presidente, entre os anos 1991 – 1994, uma então complicada ANCLIVEPA – São Paulo.

Portanto 15 anos após ter abraçado a militância associativista junto a SPMV, já apaixonado pelo associativismo, enfrentei o grande desafio de ressuscitar uma entidade co-irmã prestes a fenecer.

O pretenso sucesso obtido, aos olhos de outros, gerou da parte de Cid Figueiredo, docente da congênere FMVZ/UNESP, o primeiro dos dermatologos veterinários brasileiros, o convite para tentarmos fundar uma academia brasileira de dermatologia veterinária.

A experiência acumulada em interpretar, reformular e criar estatutos, junto a SPMV e a ANCLIVEPA, sempre amparado pelo querido causídico Pyrro Massella, levou me a compor o estatuto, a convidar os vocacionados e aficionados pela dermatologia e presider a assembleia geral, na qual fundou-se a Sociedade Brasileira de Dermatologia Veterinária.

Assim, em 16 de março de 2000, apoiado por esta SPMV, pela ANCLIVEPA e pelo CRMV-SP, submetemos ao escrutínio de eleição da primeira Diretoria Executiva da SBDV, minha última aventura, pressupostamente venturosa, no meio associativista.

Este não tão breve arrolamento de fatos históricos e estoricos retrata, em parte, a pluralidade de ações que aprendemos a praticar na SPMV. Foi e é a Sociedade de uma forja de associativistas que aprenderam a criar, organizar e implantar eventos de todas as especialidades nesta nossa multifacetada profissão.

Repito, todos, que por ela passaram, serviram na sem servir se dela, em postos honorários, sem remuneração, apenas retribuindo pelo trabalho gracioso o muito que a profissão nos propicia.

Quero crer que este que vos fala como tantos outros combateu o bom combate para o êxito de profissão que ora congrega cerca de 40.000 médicos veterinários paulistas.

Agradeço, e muito, pela gratificante homenagem que tanto me emocionou e conclamo os novos a dedicarem se para que a SPMV prossiga com seus objetivos para perpetuarmos uma sólida e monolítica medicina veterinária paulista e brasileira.

Muito obrigado a todos.

Excusez du peu

Carlos Eduardo Larsson






 




Curso: O que há de novo na dermatologia veterinária mundial ?

Nos dias 22 e 23 de outubro acontecerá mais um grande evento da SBDV. Traremos as principais novidades divulgadas no 8th World Congress of Veterinary Dermatology, realizado nesse ano em Bordeaux na França.

Não fique de fora!!
Clique aqui e confira a Programação

 




DOMINGO TEGUMENTAR” - mais um e exitoso!

No dia 19/06/16, a Diretoria Científica da SBDV, implantou mais um “Domingo Tegumentar”, em que se inscreveram mais de 70 interessados na “especialidade”, e em sua maioria de filiados à SBDV. Este mais um exitoso evento, auspiciado pela ELANCO e VIRBAC, também presentes naquela fria manhã, contou-se com a presença do Prof. Dr. João Telhado Pereira, docente titular da UFRRJ, egresso (fevereiro de 1997) do Programa de Pós-Graduação em Clínica Veterinária da FMVZ/USP. O Prof. Telhado, luso de origem e brasileiro por adoção, foi o primeiro dos orientados, em nível de Doutorado, do Prof. Dr. Carlos Eduardo Larsson.

No evento ocorrido no Hotel Solarium, na Vila São Francisco/ São Paulo (estacionamento fácil e gratuito), por cerca de 3 horas abordou-se com enfoque comparada da psicodermatologia, as “Psicodermatoses....além da terapia”, detalhando-se de forma didática e agradável a etiopatogenia, com destaque à epigenética, o quadro sintômato-lesional e os protocolos medicamentosos e de terapia comportamental.

O sotaque do português dos colonizadores mesclado àquele carioca foi de fato cativante dos participantes.



Ao final do “Domingo Tegumentar”, sorteou-se um exemplar do “Tratado de Medicina Externa” (2016) da Interbook, graciosamente cedido pelo editor. Tal sorteio repertir-se-a nos próximos eventos do calendário científico da SBDV (Outubro -curso: “O que há de novo na dermatologia veterinária mundial” e em Novembro – “Domingo Tegumentar”- Alopecia X: do X ao T).

Participe! Tais eventos pontuam em termos de educação continuada para àqueles associados à SBDV que almejam o título!

 




DERMATOLOGIA VETERINÁRIA BRASILEIRA EM DESTAQUE

No último volume da reputada Veterinary Dermatology ( v.27, n.3m Junho de 2016 -http://onlinelibrary.wiley.com/journal/10.1111/(ISSN)1365-3164 ), em editorial (p.1334), firmado por emérito dermatopatólogo, se dá grande destaque a dermatologia veterinária praticada no "país continente". Ali se enfoca o início da prática da especialidade e sua evolução, a partir do século passado, nos anos setenta: a criação da SBDV (primeira sociedade de dermatologia da América Latina) em 2000, a magnitude de suas realizações e a distribuição de seus 435 associados.

Ali, também, se apresenta dados do Congresso Brasileiro de Dermatolgoia Veterinária (outubro de 2015), do lançamento do "Tratado de Medicina Externa" (Interbook editorial) com breve resumo de sua estrutura e composição.

 




Mais um evento de grande sucesso da SBDV

Curso de Imersão em Dermatite Atópica



Nos dias 30 de abril e 1º de maio de 2016 implantou-se, na Vila São Francisco (Osasco/SP) no Hotel Solarium o exitoso CIDA, sob os auspícios das melhores empresas brasileiras:

ELANCO, VIRBAC, CEVA, ZOETIS e PET SOCIETY

Ao final das 11 horas do evento, realizou-se a avaliação do CIDA, através de questionários identificados disponibilizados aos 131 inscritos, alias a lotação máxima permitida, na sala maior do Hotel distante de 3 quilômetros da Cidade Universitária.

Dispõem-se a seguir a resultante da análise das 108 fichas de avaliação respondidas.



1) Qualidade das palestras e palestrantes

OTIMO     91,7
BOM        8,3
REGULAR  ...
RUIM       ...

2) Avaliação do evento

OTIMO     37,0
BOM        46,3
REGULAR  13,9
RUIM       2,8

3) Qualidade dos coffee-breaks

OTIMO     26,8
BOM        52,8
REGULAR  20,4
RUIM       ...

4) Infraestrutura

OTIMO     25,0
BOM        50,0
REGULAR  21,3
RUIM       3,7


A título de comentários exarados sobre os quatro primeiros quesitos da pesquisa de avaliação observaram-se:

“Excelentes”, “Ótimos palestrantes”, “Excelentes palestras e palestrantes”, “Ótimas palestras”, “Excelente escolha de temas e palestrantes. Mesmo temas antigos como corticoterapia, foi apresentado novidades”, “Os organizadores pelo evento e qualidade e os palestrantes estão de parabéns pela qualidade de como os temas das palestras foram abordados”, “Boas abordagens e temas bem atualizados”, “Fiquei feliz que o tema cosmetologia foi abordado”, “Muito bom o programa, uma forma bastante interessante, acrescentou bastante”, “Levar mais cursos para região Nordeste”, “Palestrantes SENSACIONAIS”, “Foi muito...”, “Cursos como este (e palestrar da SBDV) me fazem ter mais vontade de estudar e seguir, em frente no aprimoramento desta especialidade tão desafiadora!!!, “ Excelente, como disseram (Prof. Luis) precisamos fazer todo ano para atualizar o que há em D.A.”, “Prof. Luiz Henrique é ótimo! Marconi ótimo!”, “Poderiam chamar o Prof. Victor do Espirito Santo para palestrar sobre imunoterapia”.

“Auditório um pouco mais confortável”, “O local poderia ser em um anfiteatro maior”, “Lugar do evento foi bom mas muito transito para chegar”, “Local muito apertado para o número de inscritos. Quem fica no fundo da sala tem dificuldade para ver a palestra”, “A sala poderia ser mais larga, no fundo não se vê as imagens”, “Poderia ser melhor o local da apresentação. Achei o espaço apertado”, “Os eventos deveriam estar mais próximos do centro de São Paulo”, “O hotel não tem estrutura para o tamanho do evento, cadeiras com apoio para escrever seria melhor”, “Cadeiras e espaço entre as mesmas ruim”, “Elevar mais as imagens na tela, pois não se vê praticamente o terço inferior delas”, “Infraestrutura regular devido ao espaço apertado”, “Sala reduzida em tamanho com cadeiras muito próximas. Coffee break em sala muito pequena para o número de pessoas”, “As palestras poderiam ser de 40 minutos. Faltou um local para apoiar o bloco de anotação (uma prancheta já seria suficiente”, “Da próxima vez escolher auditório, pois as salas com cadeiras na mesma altura e ruim para as pessoas baixas”, “Poucos sanitários o espaço do evento um pouco pequeno, assento não muito confortável. A visibilidade do fundo da sala foi ruim”, “A adjetivação “regular” só diz respeito às dimensões das áreas de palestra, coffee e sanitários disponíveis (nos acostumamos aos espaços da USP)”, “Achei a sala um pouco pequena e por ser plana, dificultou a visualização dos slides”, “A sala pequena e apertada, dificultando a visualização dos slides”, “Hotel com estruturas precárias! Nada funciona, péssimo local!!!”, “Quantidade de banheiros insuficiente”.


Finalmente, como “Comentários gerais” deparou-se com as seguintes colocações:

“Parabéns pela organização, estava ótimo, temas excelentes, Palestrantes ótimos”, “Eventos com ótimos palestrantes, bons temas”, “Excelente evento”, “Achei muito bom, fiquei muito feliz de poder participar e me atualizar”, “Estrutura do auditóriopoderia ser melhor”, “Bom”,”Evento excelente, mito aproveitado por nós”, “Gostei muito do curso, acredito que o acesso com patrocinadores foi ruim pois o espaço era muito pequeno”, “Parabéns ótimo curso! Somente agradecer!”, “SBDV sempre surpreendendo com novidades mundiais para tratamento de doenças complexas como a atopia, trazendo informação com qualidade e respaldo técnico clínico”, “Como sempre, ótimo conteúdo e ótimos palestrantes”, “Dra. Romeika em mesa retangular no próximo curso”, “Evento maravilhoso. SBDV de parabéns!”, “Palestras de boa qualidade, parabéns a todos”, “Mais eventos no Rio de Janeiro(3)”, “Excelente organização se mantiver nos finais de semana facilita muito aos moradores fora de São Paulo – Obrigada”, “O evento foi ótimo, gostei muito, Parabéns aos organizadores”, “Adorei o evento! Maravilhoso poder rever os amigos”, “Foi ótimo poder rever conceitos estudados no CEDV e aprender mais!”, “Há tempos, sinto necessidade de enriquecer conhecimento sobre psicodermatoses... muito benvinda a palestra do Prof. João Telhado”, “Palestras e palestrantes excelentes. Parabéns pela Organização!”, “Coffe apertado”, “Área do coffee e stand”, “Pensar um pouco nos veterinários que não residem em São Paulo antes de escolher o local para evento”, “Se possível acho que na USP fica melhor e mais fácil o evento”, “Adorei a abordagem de todos os palestrantes, só achei que foi um pouco corrido que os deixou um pouco nervosos”, “Parabéns aos organizadores e aos excelentes palestrantes e qualidade das palestras”, “Gostei da divisão do tempo para cada assunto”.



Como “Sugestões de temas” em próximos eventos, os inscritos propuseram:

“Dermatopatias em felinos”, “Doenças autoimunes, Doenças Hormonais”, “Imunoterapia/Testes Alérgicos”, “Cosmetologia Veterinária”, Mais sobre alergias e Alergia em felinos”, “ Leishamiose, Endócrino, Imunomediadas”, “Piodermites”, “Doenças Endócrinas, Piodermite Persistente”, “Piodermites recedivantes”, “Sebórreias”, “Cosmetologia Aplicada, Terapia tópica”, “Lúpus (doenças autoimunes), Doenças bacterianas, tudo dentro da dermato”, “Cosmetologia – novidades, noções químicas, etc”, “Piodermites multirresistentes”, “Piodermites Recidivantes”, “Alopecias hormonais”, “Dermatopatias autoimuines e imunomediadas”, “Curso de imersão em doenças autoimunes”, “Pododermatites”,”Formulações/manipulações, Temas/Discussões do Congresso Mundial de Dermatologia Veterinária”, “Dermatopatias/hormonais”, “Relação endócrino/Dermato”, “Dermatites secundárias à doenças sistêmicas/Metabológicas (exemplo: hepatopatia cutânea)”, “Casos clínicos atépicos, incomuns e/ou desafiadoras”, “Alergologia/Imunologia”, “Dermatologia felina”, “Nutrição natural e os benefícios na dermatologia” Relação entre distúrbios metabólico (não endócrinos) a dermatopatias oportunistas, Casos de hepatopatias (desencadeando), Dermatofitos e piodermites”, “Anagologia – Alergopatias-Felinas”, “Dermatopatias relacionadas a doenças ou distúrbios hormonais”, “Pododermatites, onicopatologias”, “Manter D.A, grosso dos atendimentos em Dermato”, “Genodermatoses”, “Foliculites recidivantes, bactérias resistentes a otocilina/meticilina”, “Apaguil/anticorpo paradoxal, células tronco”,”Terapia células tronco em Dermato”, “Genética nas doenças dermatológicas”, “Fitoterapia/Nutrição/Homeopatia voltados para pacientes Alérgicos”, “Dermatoses Autoimune”, Alergopatia em Felinos”.

 




Comunicado SBDV 2016

2016... recomeçamos...

- Calendário científico
- Anuidade de 2016
- Título de especialista
- Associados contemplados com isenção da anuidade

Clique aqui para saber mais.

 




Comunicado importante

 




ANAIS DO CBDV-SBDV


Acaba de sair publicado na Revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV SP , no seu vol 13 , nº3 ,às paginas 31 a 61, de 2015 os anais do Congresso Brasileiro de Dermatologia Veterinária , implantado em outubro de 2015, em Campos do Jordão, pela Sociedade Brasileira de Dermatologia Veterinária. Os trabalhos ali apresentados , devidamente acompanhados de certificação terão pontuação máxima para o cômputo de pontos, em termos curriculares, aos pleiteantes ,associados à SBDV, à obtenção e perpetuação do titulo de especialista em dermatologia veterinária.(Resolução CFMV 1036/2013).




Há possibilidade, também, de acessar este volume no formato eletrônico, acessando a pagina web do CRMV-SP.


Nas páginas web da SBDV ( sbdv.com.br ) e do SBDV ( congressosbdv.com.br ) estão dispostos os resultados , quanti e qualitativos, da avaliação do evento pelos congressistas.

A Presidência da SBDV ( 2015-2018 ) agradece o apoio irrestrito do CRMV-SP , na figura de seu Presidente - Dr Mario Eduardo Pulga e do Editor Cientifico da MV&Z- Prof Dr Silvio Arruda Vasconcellos, na publicação dos Anais do evento maior da dermatologia veterinária brasileira.

 




AVALIAÇÃO EXECUTADA AO FINAL DO CBDV 2015 POR 350 DOS CONGRESSISTAS EM QUESTIONÁRIOS IDENTIFICADOS

Os percentís somados de "ótimo" e "bom” dentre as nove questões formuladas variaram entre 83,8 e 98,6%. Destacando-se que os quesitos "Qualidade do CBDV", "Qualidade da palestras", "Avaliação da organização”, "Apresentação dos expositores e do recinto de exposição" e " Local de implantação do CBDV" foram reputados como " ótimo" e " bom", respectivamente por: 98,6; 97,7; 96,6; 95,7 e 97,3 %. O número absoluto médio que reputaram como "ruim" qualquer um dos nove quesitos foi de 1,3 congressista !!!
Portanto os Presidentes da SBDV e da Comissão Organizadora do CBDV, sem cabotinismo, permitem considerar que o evento magno da SBDV, qual seja o CBDV 2015, foi pleno de êxito. Em uníssono agradecemos a presença dos melhores dermatólogos brasileiros e aqueles de outros oito países que conosco estiveram incluídos dentre os 1006 crachás emitidos.



Algumas da manifestações dispostas nos questionários de avaliação do CBDV/2015 *

"Palestras de excelente qualidade no mesmo horário (difícil escolha)"

“Excelente nível das palestras e ótimos momentos de confraternização. Parabéns!”

“Parabéns a equipe CBDV por conduzir um congresso tão grandioso, com completa qualidade e eficiência na transmissão de conhecimento. Não deixaram a desejar em nada em relação a congressos internacionais ou de medicina humana. Este congresso servirá de parâmetro para se realizar bons congressos de agora em diante. Sucesso!”

“Gostaria de parabenizar a organização em tudo, mas um fato em especial chamou minha atenção: quando os auditórios lotavam, a organização fez questão de dar atenção aos ouvintes que não puderam entrar. Nunca vi isso acontecer! Carregavam cadeiras, abriram portas, inclusive palestrantes ajudaram. Parabéns e obrigada! Como sugestão, fica a idéia de não haver palestras simultâneas. São boas demais para perder! Volto muito feliz!”

“Vocês terão um grave problema: fazer o segundo melhor!! Parabéns!!! Foram dias maravilhosos!”

“A comissão organizadora do 1º CBDV está de parabéns pelo grandioso evento realizado! Palestrantes altamente qualificados e palestras formidáveis. Sinto-me lisonjeada por fazer parte desta grande família que é a SBDV!”

“Nenhuma sugestão, apenas agradecimentos pelo excelente resultado dos seus esforços; pelos dias fantásticos em Campos de Jordão; pela qualidade SUPERIOR de todas as palestras que assisti. Muito obrigada.”

“Parabéns pelo maravilhoso Congresso,valeu a pena esperar 15 anos. Obrigado Prof.Larsson e toda equipe que trabalhou diuturnamente com tanto amor e dedicação .Nos veremos em breve.
Fica aqui a minha sugestão de o próximo congresso só ser realizado a cada 2 anos, e em cidades parecidas com a linda Campos do Jordão(sem estresse). Do amigo e colega que tanto admira e respeita a todos que fazem a nossa querida SBDV. Saúde,paz,sabedoria e muitas felicidades para todos,de coração.”

" Iniciar as palestras às 9:30hs devido horário do café da manhã do hotel; aumentar o intervalo do almoço para aproveitar a cidade para compras "

" Faltou a tradução simultânea "

* Os nomes dos congressistas foram omitidos na transcrição dos comentários dispostos nos questionários pois não se dispunha de autorização para nominá los.A identificação se prestou para se realizar o sorteio de tres anuidades referente ao ano de 2016 dentre os associados que preencheram o Questionário. A Divulgação dos nomes dos sorteados será estampada no site da SBDV

 




Nossos patrocinadores

Pet Society Virbac